Como eu preferia que esta lei não tivesse sido feita

Está para breve a saída de uma nova lei que poderá criar problemas sérios às autarquias... endividadas. Acontece que Estremoz se enquadra nesta categoria...

Sem prejuízo de reconhecer a necessidade de agir no sentido de moralizar comportamentos financeiros que, seguindo o seu livre curso como até aqui, prejudicam seriamente os interesses dos munícipes, entendia preferível que a alteração fundamental se tivesse dado do lado do orçamento (esse sim - quando empolado - a fonte de todos os males).joomplu:1 Alterando o POCAL no sentido de impedir que receitas inverosímeis pudessem constar no orçamento, impedir-se-ia também a assumpção de compromissos financeiros para além da real capacidade económicas dos municípios. Estar-se-ia a actuar do lado da PREVENÇÃO e não do lado da REMEDIAÇÃO como agora acontece com a lei em vias de publicação.

0
0
0
s2sdefault