ad valorem

Participação Cívica

ad valorem

Os políticos sem carácter são políticos descaracterizados. A única característica marcante que têm é estarem sempre do lado que mais lhes convém, ainda que para isso umas vezes digam uma coisa e outras o seu contrário.

António J. B. Ramalho

0
0
0
s2sdefault

Em linha...

Temos 69 visitantes e 0 membros em linha

Em menos de 6 meses a dívida corrente do Município de Estremoz aumentou mais de 1 milhão de euros

Todos sabemos que o valor da dívida corrente a fornecedores oscila numa base diária (assim como as dívidas de clientes ou utentes). Um dia devemos 100, no outro 80 e no outro ainda 120. Enfim, tal oscilação é normal. No entanto, ao fim de quase seis meses decorridos do ano de 2010, começa a vislumbrar-se aquilo que parece ser uma tendência, a qual aponta para o crescimento da dívida corrente do Município de Estremoz.

O quadro seguinte ilustra aquilo que acabamos de referir. Entre 15 de Janeiro (data da primeira disponibilização deste tipo de informação por parte da Câmara Municipal) e 25 de Junho, a dívida corrente do Município aumentou € 1 058 749,55, ou seja, 27,95%.

 

Evolução da Dívida a Fornecedores
Datas 15-Jan-10 30-Abr-10 14-Mai-10 28-Mai-10 11-Jun-10 25-Jun-10
Valor € 3 788 127,54 € 4 102 429,63 € 4 258 025,40 € 4 758 235,60 € 4 503 921,93 € 4 846 877,09
Variação período anterior € 314 302,09 € 155 595,77 € 500 210,20 (€ 254 313,67) € 342 955,16
Variação período anterior % 8,30% 3,79% 11,75% (5,34%) 7,61%
Variação acumulada € 314 302,09 € 469 897,86 € 970 108,06 € 715 794,39 € 1 058 749,55
Variação acumulada 8,30% 12,40% 25,61% 18,90% 27,95%

 

Pode até nem ser nada, mas também pode já ser sinal de alguma coisa.

Antes de finalizar tenho que deixar uma nota final a qual abona a favor da actual equipa que lidera a Câmara Municipal:

Luís Mourinha aceitou o repto que lhe lancei de tornar a administração municipal mais transparente, tendo este aceitado prestar informações - em todas as reuniões de câmara - sobre a situação financeira do Município. Na ausência de tais informações, esta análise e a crítica construtiva que lhe está subjacente não era possível. Bem-haja por isso!

0
0
0
s2sdefault