joomla site stats

ad valorem

Participação Cívica

ad valorem

Este pretende ser um espaço de participação cívica. Aqui iremos debruçar-nos sobre o quotidiano político, seja de âmbito nacional seja de âmbito regional ou local.

António J. B. Ramalho

Em linha...

Temos 7 visitantes e 0 membros em linha

Há coisas com que não concordo

Quando começaram os anúncios relativos ao Portugal 2020, regozijei-me com o facto de se prever um aumento dos apoios às empresas em detrimento do sector público.

Não que não pense, em abstracto, que o público deve sempre prevalecer perante o privado, mas tão-só porque, no concreto, vi muitos representantes do sector público a desperdiçar recursos em infra-estruturas não essenciais, em obras "para inglês ver" que contrariam qualquer lógica económica. Querem um exemplo? Numa região fortemente atingida pela erosão dos indicadores demográficos vi construir de raiz uma escola maior que a escola velha que já nem sequer estava lotada. Feitas as contas - de merceeiro, diga-se - ficou mais barato construir uma escola nova do que reparar a velha.

Constato agora que, pelos vistos, continua activo o lobbie que favorece este tipo de investimentos irracionais, basta ver o link que disponibilizo a seguir. Os investimentos públicos em infra-estruturas já beneficiam de uma comparticipação de fundos comunitários de 85% a fundo perdido... agora, ainda que "excepcionalmente", tal comparticipação poderá mesmo chegar aos 100%. Não seria preferível elevar a comparticipação para os investimentos produtivos e geradores de emprego? Eu acho que sim.

Veja aqui: http://www.porlisboa.qren.pt/np4/file/5/alt_reg_at_2014_06_16.pdf